sábado, 23 de junho de 2012

O mundo voltou ao normal!

    Finalmente acabou a Rio+20 e eu achei ótima a postagem do  Blog Coronel Leaks, que transcrevo a seguir:


          O mundo voltou a ter todas as cores: esse é o maior legado da Rio+20.

    Nos últimos vinte anos, todos nós, de alguma forma, incorporamos práticas de preservação ambiental. Reciclamos lixo, poupamos água, seguimos leis ambientais. A agricultura, tida como a grande vilã, deu passos enormes na proteção à natureza. Taxas de desmatamento desabaram, novas tecnologias foram incorporadas, a produção agrícola cresceu 300% contra 30% de aumento da área utilizada no Brasil.

 Há muito que fazer? Sim, o verbo é fazer. Não é mais gritar, não é mais destruir, não é mais pichar, não é mais berrar slogans bocós e babacas e defender causas que eliminam a vida, em vez de protegê-la. 

    A Rio+20 derrotou o aborto como estratégia da economia verde. A Rio+20 venceu o velho discurso de que a árvore vem antes do homem, quando os dois vêm juntos. A Rio+20 acabou com a hegemonia das ONGs. 

    Tchau, Marina Silva. Tchau, MST. Tchau, Greenpeace. Tchau,meninas feias de peitos sem sustentabilidade. Tchau, índios fakes de calção adidas e tênis nike. Tchau, margaridas desfolhadas com um Big Mac na mão. Acabou o monopólio. Não há mais soluções globais que visam apenas doações planetárias para sustentar o ecoterrorismo. 

    O mundo voltou a ser uma responsabilidade de todos nós, com o homem em primeiro lugar. O mundo voltou a dar importância para o amarelo do trigo que vence a fome, o marrom da terra cultivada que derrota a pobreza, o verde das plantações que elimina a subnutrição de 1 bilhão de seres humanos. 

    O mundo, antes de tudo, é o meu país, a minha soberania, o meu livre arbítrio de pátria e nação. Neste novo desenho,  lugar de floresta é na floresta, que deve ser preservada. Para quê? Para usufruto do homem. Este é o maior legado da Rio+20.

      "A natureza fez o homem feliz e bom, mas a sociedade deprava-o e torna-o miserável."
Jean Jacques Rousseau.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é o que torna especial esta postagem. Enriquece sobremaneira o conteúdo!
Lembrando Saint Éxupery:"Aqueles que passam por nós, não vão sós. Não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós".
Obrigado pela visita!
Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. AVISO LEGAL Todos os direitos reservados. Esta coletânea de textos e imagens são propriedades do autor e estão protegidos por direitos de propriedade intelectual, que não podem ser utilizados em qualquer meio ou formato sem a autorização do autor. Vitorio Nani - 12/06/2010.