sexta-feira, 6 de julho de 2012

Grandes Momentos da Vida!

    Dir-se-ia que aquele ser humano viera ao mundo sem ajuda de parteira! 



    Ele e sua jovem mãe;  protagonistas solitários de uma aventura; semente de esperança plantada no calor do verão - germinara e rompia o ventre naquele momento - erguendo aos céus seus frágeis braços;  numa tarde fria de inverno, em meados do mês de julho!


    Trazia em seu sangue o espírito aventureiro dos avós - imigrantes italianos -  sob o signo forte de Leão!

     Seu pai - distraído na árdua labuta lavrando a terra - não providenciara a tempo o auxílio da profissional competente para ajudar a trazer ao mundo aquele "pequeno ser"  apressado;  que já nascera vencendo a primeira dificuldade na áspera luta pela sobrevivência!



    A vida pobre do campo lhe recebera condignamente! 

    A rusticidade do ambiente rural lhe moldara indelével sua índole! Os ensinamentos da natureza cravaram fundo em seu caráter!

    Entre aquele arriscado momento e hoje, já se passaram mais de sessenta anos! 

    Incontáveis momentos de perigos foram enfrentados:  remorsos esquecidos; amores vividos; obstáculos ultrapassados; cumes galgados; intolerâncias subjugadas; ansiedades contidas e desafios vencidos!

    Árvore obstinada que floresceu; frutificou; espalhou sementes e criou raízes!  Suportou  ventanias  e sol ardente!

    Eis o que fui; eis o que sou!



    Essa é uma breve reflexão sobre o que fomos e o que somos! Um pequeno balanço - ainda "a tempo" - em tempo ainda disponível na nossa vida!

    "Nas duas grandes horas da Vida - a nascer e a morrer - o homem bebe sozinho o seu cálice. No trajeto entre os dois polos, acobardado pela maior consciência da espessura da bruma, arregimenta amigos e companheiros. Mas a sua unidade é ele. Mesmo que consiga ter à volta a maior multidão - vai só". Miguel Torga.

4 comentários:

  1. Parabéns atrasadinho, Vitorio!
    Que você tenha comemorado muito!!
    Com o passar dos anos, pensamos mais na morte do que no nosso nascimento! A cada dia nascemos, a cada dia morremos um pouco e o mais importante é mesmo o presente!! Que este seja sempre um grande presente para você!! Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Luma Rosa, atrasadinho e feliz!
      Sempre tive na vida motivos para comemorar!
      Este momento, por si só, já merece uma comemoração!
      Sua presença em meu blog me enche de alegria. Este é um presente que você me oferece espontaneamente e eu agradeço e brindo à nossa amizade! Obrigado, Luma! Beijos.

      Excluir
  2. Vô, gostei muito desta postagem. Acredito que possa escrever e transcrever suas ideias e pesamentos sempre, nunca pare ou desista. Estou orgulhoso do Sr..
    De seu neto, João Victor Frare Nani.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valei, meu querido neto João Victor! Obrigado pelo seu comentário! Eu sim, estou orgulhoso de você!
      As páginas deste Blog, esperam suas postagens! Forte abraço!

      Excluir

Seu comentário é o que torna especial esta postagem. Enriquece sobremaneira o conteúdo!
Lembrando Saint Éxupery:"Aqueles que passam por nós, não vão sós. Não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós".
Obrigado pela visita!
Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. AVISO LEGAL Todos os direitos reservados. Esta coletânea de textos e imagens são propriedades do autor e estão protegidos por direitos de propriedade intelectual, que não podem ser utilizados em qualquer meio ou formato sem a autorização do autor. Vitorio Nani - 12/06/2010.