segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

SOS Venezuela!

     

         O  Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que vai expulsar do país três funcionários da representação diplomática dos EUA, acusando-os de conspirarem contra o seu governo.


      Por    O socialismo dura até acabar o dinheiro dos outros", disse Margaret Thatcher. Na Venezuela, além do dinheiro, acabou também a paciência da população. 

     Cansada da escassez de produtos — falta de tudo: desde papel higiênico e jornais a produtos básicos de alimentação —, da inflação de preços galopante, da corrupção e da violência endêmica (a maior da América do Sul), dezenas de milhares de pessoas estão nas ruas protestando desde quarta-feira da semana passada.

    O governo reprime as manifestações com violência. Três pessoas foram assassinadas pelo governo e mais de 60 estão feridas. A polícia está invadindo casas a esmo à procura do líder da oposição, que está foragido porque está jurado.



                                       


    Há vários vídeos no YouTube descrevendo a situação e mostrando imagens do protesto. Duas páginas foram criadas no Facebook para narrar e mostrar, em tempo real, tudo o que está acontecendo na Venezuela: SOS Venezuela e Somos más del 46% - Venezuela. Ambas estão postando fotos das manifestações.




       Em abril de 2013, quando Nicolás Maduro oficialmente assumiu a presidência após uma vitória bastante questionável nas urnas, várias pessoas especularam que ele seria mais conciliador e moderado que seu antecessor Chávez. Ledo engano. Já está claro agora que, sob Maduro, o chavismo foi elevado ao paroxismo e que o pior ainda está por vir na Venezuela!  

     "Quando a casa do vizinho está pegando fogo, a minha casa está em perigo". Horácio.

2 comentários:

  1. Oi, Vitório!
    Lembro a mais de 10 anos, dos estudantes indo às ruas para protestar. Houve forte repressão e uma blogueira venezuelana veio pedir apoio no blogue. Pedindo que os blogueiros brasileiros se unissem para repassar informações do que estava acontecendo na Venezuela, já que lá eles corriam o risco de apagão informativo. Fizemos a nossa parte falando nos blogues e comentando em portais, já que não tínhamos ainda as redes sociais. Mas o nosso (des)governo fecha os olhos para tudo que seus aliados fazem e omitem a verdade. Às vezes penso que é preciso mesmo um país como os EUA para interferir, já que a população venezuelana não tem ajuda aqui na américa do sul.
    Não acredito em ameaça à outros países e se isso acontecer, lógico que os países que agora se declararam contra o que está acontecendo, entrarão de sola!
    Torcendo para que tudo resolva sem mais mortes!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  2. Verdade, Luma! Já não somos tão importantes no continente sul-americano como antigamente. Houve um tempo em que o Brasil mantinha um lugar de respeito e hegemonia. Basta lembrar dos conflitos entre Chile e Peru e do Canal de Beagle entre Argentina e Chile. Hoje, até a Bolívia nos humilha com sua política de estatização de refinarias de petróleo e preços abusivos no gás que compramos dela. A solução seria uma intervenção da ONU na Venezuela. Nosso governo está fingindo-se de morto. Até porque, ele é simpático a esse regime ditatorial! Vamos torcer para o melhor! Beijo.

    ResponderExcluir

Seu comentário é o que torna especial esta postagem. Enriquece sobremaneira o conteúdo!
Lembrando Saint Éxupery:"Aqueles que passam por nós, não vão sós. Não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós".
Obrigado pela visita!
Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. AVISO LEGAL Todos os direitos reservados. Esta coletânea de textos e imagens são propriedades do autor e estão protegidos por direitos de propriedade intelectual, que não podem ser utilizados em qualquer meio ou formato sem a autorização do autor. Vitorio Nani - 12/06/2010.