segunda-feira, 18 de agosto de 2014

O Que Será de Nós?

                     

     Temo que ser otimista demais hoje em dia, não passa de uma tremenda viagem, como até há  pouco tempo se dizia de quem acreditava fielmente em algo suspeito no conceito da maioria.



     É o que estamos experimentando, apesar das  inexplicáveis e forçosas mudanças no leque de interessados em dirigir essa cambaleante jardineira lotada de sofridos brasileiros, iludidos com mesquinhas promessas  e ainda creem que: "Pior do que está não fica!" - e o pior é que fica, sim!

      Estamos esperando impacientes que as  chuvas voltem a encher os reservatórios aqui do Sudeste, e se isso não acontecer,  para onde nós, os novos retirantes sudestinos  amontoados em modernos paus-de-arara, emigraremos?

     Às vezes, me pego absorto em divagações extremamente paralisantes em meu Niilismo insistente.  De repente, um lapso de euforia ilumina o melancólico horizonte de quem já viveu o suficiente a ponto de gritar: "Pare o mundo que eu quero descer..."!  E diante da impraticável possibilidade de apear desse cavalo doido, vagabundeando por este mundo internético,  encontrei alguma coisa que faz sentido e conseguiu colocar-me de volta aos eixos!

     Assistam comigo o Trailer desse desenho: "O QUE SERÁ DE NOZES?"  e entendam o porque desta postagem!
                                           
                                   

                     
     "Um dia tudo será excelente, eis a nossa esperança; hoje tudo pelo melhor, eis a nossa ilusão" Voltaire.

28 comentários:

  1. Olá Vitório, gostei do seu texto. Sabe que muitas vezes eu me questiono 'O que será de nós?', vendo o trailer do desenho acima 'O que será de nozes,' então eu me pergunto isso tantas vezes. Sinto que vivemos com 1 minuto de esperança e 12 horas sucumbindo. Parece até frase feita dizer 'tudo vai melhorar.' Sim, eu creio, mas quando chegará esse dia? Daqui a quantas décadas? O que estamos deixando para os nossos filhos, nossos netos? Qual mundo os nossos parentes subsecutivos encontrarão? Eu sempre uso essa frase que usou em seu texto, do compositor Sílvio Brito: 'Pare o mundo que eu quero descer...' Que triste realidade a nossa!
    Obrigada pela passagem em meu blog. Faça mais visitinhas ao blog. Tenha uma ótima noite!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sandra Cristina!
      Achei que algumas pessoas não entenderiam a ligação do testo com o trailer do desenho, mas gostei que você foi precisa em suas considerações!
      Boa semana e um forte abraço!

      Excluir
  2. O meu amigo Antonio Angelo Speranza, compartilhou o link desta postagem em sua página no Facebook, com o seguinte comentário: " Antonio Angelo Speranza compartilhou um link.
    Ontem
    Sobre esse texto do Vitório que quero compartilhar com meus amigos,vejo que entendo perfeitamente suas colocações, pois muitas vezes me sinto também montado em um cavalo doido, sem saber pra onde vou. Cabe aqui definirmos do que se trata "niilismo". Niilismo através de sua doutrina indica pessimismo ou ceticismo extremos, como se nada na vida tivesse solução e as vezes a gente embarca em uma maré que nos amedronta e quando estamos nessa, por depressão ou desespero passamos a negar todos os princípios religiosos, políticos e sociais. O niilista "passivo"é visto como alguém que evolui mas não muda seus valores e "ativo" enxerga como se tudo fosse 1 vazio e a solução é esperar ou causar seu próprio fim. No meu conceito existe sim um princípio que não muda e ao mesmo tempo nos transforma diariamente a mais de 2000 anos, desde que nós entendamos as palavras dos evangelhos e façamos através delas nossa mutação em busca da santidade. Devemos acreditar e muito nas coisas do alto, quando as dificuldades aparecem, olhemos para o alto, para cima, nos aproximemos de Deus e confiemos sim, que tudo tem solução e nossa primeira atitude quando olhamos para o alto é entender que Deus deu a nós um coração, repleto de amor a ser distribuído. Deus deu isso a todos nós de forma igualitária, sem diferença de raça, de cor, sem dar preferência a este ou aquele, cabendo então a nós indivíduos vivos que cavalgamos nesse cavalo doido acharmos se devemos ou não abrir esse coração e distribuir amor, fazermos a partilha seja ela do que for, mesmo que de nozes."
    Antonio Angelo Speranza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo compartilhamento, amigo de longa data - Toninho Speranza!
      Forte abraço!

      Excluir
  3. Dizem que sou pessimista, mas não acredito que o mundo fique melhor.
    Pelo contrário, infelizmente.

    Ótima reflexão!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Vitorio!
    Acho que é costume do brasileiro deixar tudo para a última hora e pensar que coisas ruins somente acontece com o vizinho. Sobre os reservatórios, penso que o governo deixará faltar para então tomar uma atitude, como se não fosse possível acontecer o pior ou que voltasse a chover. Mas esquecem que 83% da água se destina a agricultura e agropecuária. Sem água pode faltar alimento...
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A situação de seca no Sudeste este ano, é a maior em 75 anos, segundo os entendidos.
      O que não é aceitável é o desperdício em época de grande oferta de água.
      Acho boom os governantes prestarem mais atenção nos cientistas.
      Beijo!

      Excluir
  5. Oi, Vitorio. Tudo bem? Vim retribuir a sua visita ao meu blog. E me deparo com uma reflexão que nos permite olhar por vários ângulos e que, certamente, vai no fluxo da crença de cada um. Sabe...eu vou mais na direção do seu amigo Antonio Angelo Speranza. Os problemas existem e temos realmente momentos em que o desespero nos invade de uma forma que a vontade é de sumir! E é nesses momentos que precisamos nos fortalecer e voltar nossa atenção para Deus, para nós mesmos e para o próximo. E refletir sobre o que estamos fazendo para nos melhorarmos, para contribuirmos com o que está ao nosso redor e também para ajudar quem está ao lado. Acredito que, desta forma, não só o mundo, mas as pessoas também podem melhorar. Acho que sou realmente uma otimista cheia de fé..rs

    Obrigada mesmo pela visita ao meu blog, viu!

    Voltarei aqui!

    Bjs

    www.lucadantas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      Dizem alguns profetas que ainda vamos ver muitas desgraças na Terra.
      As guerras religiosas no mundo estão cada vez mais violentas e nenhum líder universal pode
      acabar com esse genocídio.
      Creio que Deus terá que tomar uma atitude rigorosa e mostrar aos homens, quem realmente tem poder.
      Bjs

      Excluir
  6. VITORNANI,

    sejamos otimistas,afinal não existem muitas outras saídas.

    Sejamos otimistas.

    Talvez nem tanto quanto aquele menino muito, mas muito otimista mesmo que no dia de Natal viu sobre a sua janela uma lata de esterco e saiu correndo dizendo:

    -Oba, ganhei um cavalo!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Paulo.
      Otimismo com cautela e prudencia nunca é demais.
      Um abração!

      Excluir
  7. Olá
    Entendo que não devemos perder a esperança nunca.
    Estou seguindo, o seu blogue. Tenho um, bem simples. Te convido em visitar. Não tens nenhuma obrigação, em seguir-nos. mas, se possível deixe um comentário lá. Para você, é um gesto simples. Para nós, muito importante.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, José Maria!
      Obrigado pela visita e certamente, visitarei seu blog com muito prazer.
      Abraços!

      Excluir
  8. Vim conhecer o seu espaço..estou fazendo um toru..abraços meus

    ResponderExcluir
  9. Obrigado pela visita, Lia!
    Volte sempre!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Quero agradecer o seu carinho no meu blog.
    Eu não sei o que será de nós, até pq essa questão de falta de água eu já escuto que pode acabar há anos.
    Mas uma coisa é vc escutar, outra é estar vendo que as coisas estão mudando.
    A água que está chegando na minha casa, notei que tem cheiro e gosto ( ou seja a qualidade não é mais a mesma).
    Se chove muito SP alaga, e para, se não chove não tem água, eu nem sei o que pensar.
    Esse desenho é legal, pq a bicharada se une e vai atrás do que está escasso.
    A união faz a força!!!
    Uma ótima noite =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Bell! Ou se morre de sede, ou afogado!
      O jeito é rezar aos céus.
      Abraços!

      Excluir
  11. Oi vim visitar e conhecer seu blog, gostei muito. estou seguindo
    Convite: Para que venha conhecer o meu e se gostar me siga por igual

    Abrçs

    BrBão
    Rafael Mourao
    http://brasilbao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Raphael!
      Obrigado pela visita, volte sempre!
      Visitarei seu blog, sim!
      Abraço!

      Excluir
  12. Me vejo sempre como sua postagem descreve.
    Se pode piorar?
    Pode sim, ainda mais em tempos
    eleitoreiros como esse de agora. Mas..
    tambem pode melhorar, caso
    voltemos conscientes.
    Fazer a nossa parte seja na vida
    pessoal, na vida com o meio ambiente
    ou na vida como cidadão
    é o que nos cabe, não é?
    Bjins e lindo dia.
    CatiahoAlc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Cátia, ainda somos capazes de virar o jogo.
      Beijos.

      Excluir
  13. Essa eu não sabia, eu nasci em São Paulo mais precisamente na capital, no entanto não sabia que quem tinha nascido na capital era paulistano. Na verdade eu somente nasci lá grande parte da minha infância e minha adolescência foi no nordeste, por isso o que sei de São Paulo é por meu pai ter me contado ou por ter lido, mas essa definição eu não sabia. obrigado pela informação vou corrigir no texto.
    um abraço
    fragmentoscontemporaneos.tk
    portalmultifoco.tk
    @ns_rafael

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho um filho nascido da Capital de São Paulo e dois nascidos no Interior, onde todos
      cresceram e vivem ainda hoje.
      Um abraço, Rafael!

      Excluir
  14. Olá Vitório, vim conhecer seu blog, retribuir sua visita e agradecer seu comentário tão agregador! Obrigada, e volte quando quiseres, será um prazer tê-lo por lá!
    Grande abraço,
    Denise - dojeitode.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voltarei sim, Denise!
      Gostei muito do jeito do seu blog.
      Abraço e obrigado pela visita!

      Excluir
  15. Olá, Vitornani. O quadro que se apresenta agora não é nada animador, não é mesmo? Passo a acompanhar o seu blog a partir de agora. Obrigado pela visita e comentários pertinentes no Sutil como um elefante. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda podemos acreditar que nada está irremediavelmente perdido, João Antonio!
      Acho que vem mudanças por aí!
      Abraços!

      Excluir

Seu comentário é o que torna especial esta postagem. Enriquece sobremaneira o conteúdo!
Lembrando Saint Éxupery:"Aqueles que passam por nós, não vão sós. Não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós".
Obrigado pela visita!
Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. AVISO LEGAL Todos os direitos reservados. Esta coletânea de textos e imagens são propriedades do autor e estão protegidos por direitos de propriedade intelectual, que não podem ser utilizados em qualquer meio ou formato sem a autorização do autor. Vitorio Nani - 12/06/2010.