sexta-feira, 30 de novembro de 2012

"Dois Dias de Cão".

      

    O Verão só terá inicio no dia 21 de Dezembro e o calor já é intenso a ponto de havermos tido nos dois últimos dias, em todo o território brasileiro, temperaturas acima de 30 graus. Apesar de residir numa cidade localizada numa região serrana, a 800 metros de altitude, ainda assim, a temperatura aqui tem chegado aos 32 graus. 

    Além do tempo quente que temos que suportar, há dois dias, me envolvi numa ciranda irritante, digna de "um dia de cão"!
    
    Primeiro Dia de Cão!







    Por volta das 22:30 horas, minha esposa me apresentou um problema, que a princípio, achei de fácil solução: minha sogra, que reside no litoral, teve os créditos de seu celular pré-pago bloqueados. Apesar de estar ela hoje, com 84 anos, lúcida e muito bem de saúde, tem sido alvo da voracidade das operadoras de celulares, que se aproveitam da distração e ingenuidade dos usuários, para atingirem suas metas de produção. Funciona assim: O usuário de um celular pré-pago;  mesmo tendo créditos a serem utilizados dentro do prazo, são bombardeados diariamente, com mensagens de "recarregue com..reais e fale com seus entes queridos.....ou, evite o cancelamento de seu número...recarregue e envie torpedos gratuitos...". A pessoa achando que pode perder o número, coloca mais créditos que não consegue utilizar no prazo estipulado pela operadora, e acaba tendo seus créditos bloqueados, impedindo o uso do celular.



    Diante desse marketing perverso, liguei para a operadora, que depois de muitas tentativas, quedas na ligação e dificuldades em assimilar o sotaque, a começar por tentar entender o nome da atendente - quase todas terminam em ...ina -, além dos ruídos, travou-se um diálogo de loucos: "meu nome é ..ina, com quem eu falo? - respondi: Vitorio. - em que posso ajudá-lo Sr António?" (pronto, começou!). 

    Mal consegui explicar o problema, a atendente me interrompeu e leu o regulamento inteiro da empresa. Quando consegui falar, uma gravação informou: "o tempo para resolução do seu problema está esgotado" - desligou.

   Com o nome da atendente, o horário e o número do protocolo em mãos, liguei para a ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações), para reclamar do mau atendimento da operadora. Depois de 5 tentativas: "senhor, a ligação está cortando...". A ligação estava tão ruim - parecia que eu estava no fundo de uma piscina, ouvindo o tumulto lá fora! Me  lembrei de um livro que eu havia lido há 3 anos:  O Mundo é Plano de Thomas Friedman, onde ele retrata os problemas da "globalização", e como ficou pequeno nosso planeta. Lembrei-me de um trecho do livro, em que ele descreve:  como uma bagagem extraviada num aeroporto em Los Angeles, poucas horas depois,   foi localizada no Alaska  e restituída ao dono, tudo através de um call center instalado na cidade de Nova Deli.  Pensei:  talvez a ANATEL tenha seu call center na Indonésia, no Afeganistão, na Índia...Até aqui, nada resolvido!

    Voltei à operadora. Ao final do dia, depois do stresse,  sem uma solução definitiva,  a operadora prometeu resolver no prazo de cinco dias úteis. 

    Só consegui descobrir o nome de uma das atendentes, depois de prestar muita atenção: a  moça se chamava Ciófelina.

    Segundo Dia de Cão!

    Logo pela manhã, alvoroço nos preparativos para a formatura da 8a série de dois netos;  com a temperatura já por volta de 32 graus, tento ficar alheio ao corre-corre frenético da família! 

    Atendo ao meu celular;  é da operadora! Que bom, pensei: "eles já devem ter uma solução!  Vão devolver os créditos da minha sogra"!  Nada!  A atendente - não entendi o nome dela -, já foi logo perguntando pela minha sogra. Falei que ela estava a 230 Km de distancia, que ela não saberia como fazer...era idosa...pessoa humilde...Eu já havia passado todos os dados dela: nome completo, CPF, número do celular, endereço... "Não importa onde, nem como ela está, senhor, se ela não estiver aí ao seu lado, eu nada posso fazer", ela disse. 



    Para não dizer um palavrão,  pedi para falar com a supervisora dela, a quem relatei tudo novamente e acrescentei que já havia registrado reclamação na ANATEL.

    Em poucos minutos, a supervisora me informou que em cinco dias úteis, teria uma solução. De novo!

    Algumas horas mais tarde, recebi um crédito em meu celular, restituído pela TIM, com validade de 60 dias! 

    Infelizmente, nada foi resolvido até o momento. O celular da minha  sogra continua bloqueado!

    Agora, estou cantarolando a música de Silvio Brito: "ta todo mundo louco, oba! "

    Acho que quem inventou a "lenda maia", que prevê o fim do mundo  para o dia 21 de Dezembro de 2012, bem poderia ter escolhido uma data menos tumultuada...sem esse calor, sem as correrias e atropelos, pela proximidade do Natal!  

     Enfim, um bom fim de tarde!

    No momento em que eu estava terminando esta postagem, chegou minha netinha de sete anos. Depois de um beijo e um abraço que me desequilibra na cadeira, foi logo afastando a impressora, sentou-se num banquinho ao meu lado e começou a desenhar!

    Ela estava tão concentrada em seu "projeto", que fiquei curioso e pedi para ver do que se tratava! ''Vô, é a carta para o Papai Noel!  Você sabe o nome das renas do trenó? Eu descobri o nome de uma; é  Rudolf".  E essa agora, pensei!  Avô tem que saber tudo! 
Pra "dar um tempo", perguntei: quantas renas tinha no trenó?  "sete, ela disse, três de cada lado e uma líder". "Então a líder pode ser o Rudolf," eu disse. "Vô, você sabia que só pode ser uma rena menina, a líder?" Achei melhor concordar!


Carta da Luíza ao Papai Noel 2012.

    Quando a carta ficou pronta, nova surpresa: quis saber por que tinha uma chaminé no desenho? Ela prontamente me alertou: "sem chaminé não tem como o Papai Noel entrar;  aqui no desenho eu fiz uma para ele descer"!  'Tudo bem, mas aqui não temos lareira (que calor!)", eu disse. 

   E veio a surpresa final: "Ele desce pela chaminé da 'churrasqueira' mesmo, vô!


Carta da Luíza ao Papai Noel 2010.
   A minha netinha Luíza, é a mais jovem   seguidora deste blogue.

   "Nunca existiu uma grande inteligência sem uma veia de loucura". Aristóteles.






3 comentários:

  1. Vitorio, ainda bem que você tem a Luiza para te distrair do estresse dos dias de calor! Eu mesmo morando beira-mar, não consigo deixar de ligar o ar condicionado! Acho que no interior o calor é pior, pois nas casas não são colocados ar condicionados. Pelo menos, as mais antigas. A casa da minha mãe não tinha ar, mas tinha janelões.
    Estou para ligar para reclamar também de taxas extras adicionadas em minha conta, mas quem diz que arrumo tempo para isso? Eu sei que ao ligar, vou perder o dia todo.
    Hehehehe para você desestressar, olha esse vídeo.
    Boa semana!! Beijus,

    ResponderExcluir
  2. Oi, Luma! Apesar de morar numa chácara com piscina e muito verde em volta, suportar o calor que tem feito, não tem sido fácil. Se eu transcrevesse todos os diálogos que já tive com essas atendentes...Gostei do vídeo! Obrigado!
    Boa semana! Beijus.

    ResponderExcluir
  3. Vitória! No dia 07/12/2012, consegui registrar a reclamação na ANATEL. Hoje dia 11/12/2012, ás 16;45hs, a Operadora desbloqueou os créditos do celular da minha sogra. Precisamos deixar de ser coniventes com abusos de qualquer natureza, seja qual for o tamanho da empresa ou órgão do governo. Procure seus direitos!

    ResponderExcluir

Seu comentário é o que torna especial esta postagem. Enriquece sobremaneira o conteúdo!
Lembrando Saint Éxupery:"Aqueles que passam por nós, não vão sós. Não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós".
Obrigado pela visita!
Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. AVISO LEGAL Todos os direitos reservados. Esta coletânea de textos e imagens são propriedades do autor e estão protegidos por direitos de propriedade intelectual, que não podem ser utilizados em qualquer meio ou formato sem a autorização do autor. Vitorio Nani - 12/06/2010.